sexta-feira, 14 de novembro de 2008

NOVO CLIPE DO THE RACONTEURS

O grupo "The Raconteurs", pra quem não sabe, é o segundo projeto de Jack White ( o cara do White Stripes).

THE RACONTEURS - OLD ENOUGH

sábado, 8 de novembro de 2008

O QUE HÁ DE NOVO


Há mais ou menos um mês atrás, gravei um cd cheinho de mp3, uma seleção dos álbuns mais recentes da época. Escutei e escutei, nas minhas idas e vindas do trabalho pra casa e a performance da banda Kings of Leon "Only by the night" foi a que mais me chamou a atenção. A música "Sex on fire" então, não consigo parar de escutar.



KINGS OF LEON - SEX ON FIRE




Depois vieram os bons discos das bandas Tv on the radio "Dear Science", Mystery Jets "Twenty one" e Friendly Fires "Friendly Fires".






TV ON THE RADIO




MYSTERY JETS - HALF IN LOVE WITH ELIZABETH




FRIENDLY FIRES - JUMP IN THE POOL




Já estou escutando um novo cd cheio de novos lançamentos, é só o tempo de escutá-lo e digo aqui qual foi a minha impressão. Até.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

ÓTIMA ANIMAÇÃO

DJ SHADOW - ARTIFACT

terça-feira, 28 de outubro de 2008

VÍDEOS

Fiz um curso rápido de edição, é sempre bom aprender mais e mais. Depois disso comecei a produzir vídeos desenfreadamente (dentro daquele estilo de sempre). Veja alguns deles:

Outono




Retorno




Diáfano




sexta-feira, 24 de outubro de 2008

NOVIDADES 2

Mais alguns clipes:

CHEMICAL BROTHERS - MIDNIGHT MADNESS




COLD WAR KIDS - SOMETHING IS NOT RIGHT WITH ME




FEIST - HONEY HONEY

terça-feira, 21 de outubro de 2008

NOVIDADES


Saiu tanta coisa nova, que eu nem sei se vou ter tempo de escutar tudo: Keane, Kings of Leon, Tv on the Radio, Cold War Kids, Kaiser Chiefs, The Pretenders, Of Montreal e muito mais. E os novos clipes então, depois de uma grande olhada neles, separei uns ótimos pra vocês:

WILD BEASTS - THE DEVIL'S CRAYON




GNARLS BARKLEY - WHO'SGONNA SAVE MY SOUL?




RATATAT - MIRANDO

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

DIVULGAÇÃO: EXPOSIÇÃO VERTIGEM - OSGEMEOS


Pinturas de tons fortes e coloridos, cenas fantásticas, extraídas de sonhos e da realidade cotidiana, e os recorrentes personagens vermelhos e amarelos, que aparecem em instrumentos e caixas de som, são algumas características marcantes da produção contemporânea dos irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo, hoje com 34 anos. Eles formam a dupla OSGEMEOS, que, em maio, pintou a fachada de um castelo na Escócia e teve trabalhos expostos na famosa Tate Modern, de Londres, e na conceituada Deitch Gallery, de Nova York.


Pela primeira vez em Curitiba, a dupla apresenta nove obras inéditas. São seis grandes painéis, todos com mais de 1,5 metro, uma escultura e duas instalações interativas: “Os Músicos” e a cabeça-cubo que ainda está sem título. OSGEMEOS trabalharam nos últimos cinco meses na elaboração das obras.


Um dos grandes destaques é a escultura móvel, também sem título, que tem como suporte o chassi de um fusca, com cabeça e mãos. “Quando fazemos uma obra esperamos que ela nos fale o nome”, afirma Gustavo. A cabeça possui movimento mecânico dos olhos e da boca. Após o término da mostra, as mãos também deverão ganhar movimentos de articulação. Futuramente, os artistas pretendem utilizar a escultura em exibições em ruas e praças públicas. Para o artista, este é um objeto masculino. A escultura “deverá dialogar com outro objeto feminino”, um cubo-cabeça pendurado no teto da sala expositiva com o interior todo espelhado. “Os visitantes poderão entrar e se ver. Deve remeter ao próprio Eu, em diálogo com a escultura masculina.”



Outro destaque é a instalação “Os Músicos”, composta de 30 caixas de som, megafone, guitarra, baixo, violão e bateria, todos pintados com os personagens vermelhos e amarelos. “Mesmo que não saibam tocar, queremos que as pessoas toquem, se expressem. As caixas devem ser como um porta-voz do visitante.” Para completar a cenografia da mostra, a dupla OSGEMEOS assina a pintura-mural, realizada durante a montagem, na parede externa da sala de exposição.

Fotos: Maíta Pantaleão Franco

Gêmeos idênticos, a maior parte das obras dos irmãos é realizada sem um planejamento prévio. “Normalmente não combinamos, vamos fazendo. A gente ta sempre desenhando em papel. Com o papelzinho na mão, passamos para a tela, para o mural.” Na poética da produção da dupla está o cotidiano simples, o amor, as viagens, as pescarias com o avô, os relacionamentos, as fugas e as contradições “na busca de novos caminhos”. “Fazemos uma crítica social e política. Em outras situações criamos um mundo paralelo, fantástico, lúdico, para poder sobreviver.”



Uma Trajetória Fantástica

Gustavo e Otávio começaram pintando a sala da casa dos pais, e ampliaram para as ruas do bairro paulista Cambuci, nos anos 1980. Em uma surpreendente trajetória, a dupla OSGEMEOS chegou às conceituadas galerias e museus dos Estados Unidos e da Europa. Há anos, antes mesmo de terem o talento descoberto por especialistas brasileiros, a arte deles foi reconhecida por Jeffrey Deitch, curador da mostra Too Far Too Close (Muito Longe, Muito Perto). Foi Deitch quem abriu espaço para os irmãos em Nova York, na Deitch Gallery, onde permaneceram em cartaz até agosto deste ano. O mesmo curador que os apresentou para a Galeria Fortes Villaça, em São Paulo, onde expuseram em 2006.

Mas, o talento e a fama d’OSGEMEOS já percorria o mundo, desde 1994, Gustavo e Otávio já pintaram no Chile, Argentina, Cuba, Estados Unidos, Austrália, China, Japão e na Europa quase inteira. Na agenda deste ano, ainda está prevista a realização, agora em outubro, de uma exposição no Museu de Arte Moderna de Tóquio (MOT) e a participação, em dezembro, em um Salão de Pintura Moderna e Contemporânea em Paris, no Louvre. “Para 2009 temos vários convites, mas ainda temos que confirmar e fazer a nossa agenda”, conclui Gustavo.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

SHOWS EM CURITIBA

De maio pra cá gravei vários shows. Estou postando para vocês, uma seleção de covers de bandas curitibanas resultante dessas gravações. Se vocês gostarem, podem ver a produção própria desse pessoal visitando a minha página do Youtube.

HILLBILLY RAWHIDE - WHOLE LOTTA SHAKIN' GOING ON ( Jerry Lee Lewis)




RELESPÚBLICA - BEHIND BLUE EYES (tHE WHO)




PLÊIADE - RACE FOR THE PRIZE (FLAMING LIPS)

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Uma Perda Irreparável!

Richard Wright - 1943-2008



No dia 15 de setembro de 2008, o rock perde um dos mais importantes músicos que já pisaram na face da terra: Richard Wright.

Também conhecido como Rick Wright, foi nada mais nada menos que o tecladista do Pink Floyd, desde o inicio da banda em meados dos anos 60.
Pode não ser considerado o “senhor virtuose das teclas” se comparado à Keith Emerson e Rick Wakeman, os dois tecladistas mais importantes do rock, mas Wright (juntamente com David Gilmour) era o verdadeiro músico dentro do Pink Floyd.

O Floyd em sua primeira formação

(da esq. p/ dir - Barret, Mason, Wright, Waters)

Pense na música Echoes do disco “Meddle” de 1971. O que seria desta música sem o piano ligado em uma caixa Leslie (a famosa caixa que gira). Bom primeiramente o que seria desta música sem as “teclas” de Wright. O clima tenso da música é dado basicamente pelos teclados. O vocal em acompanhamento da voz de David Gilmour também ressalta suas qualidades.
E o que seria então do multiplatinado, estupendo, maravilhoso e considerado o melhor disco de todos os tempos “Dark Side Of The Moon”, sem os dedos de Richard Wright?!

A formação clássica

(esq. p/ dir Wright, Gilmour, Mason,Waters)

As músicas mais bonitas do disco são de autoria dele: Us and Them e Great Gig in the Sky. Só de pensar nelas já me deu um arrepio na espinha. Aquele piano na introdução de Great Gig in the Sky adicionado o órgão Hammond no meio da canção, mais aquelas vocalizações.......o chatão do Roger Waters (que me perdoem os fãs do Waters, mas ele foi um mala na época do Floyd) pode falar o que quiser a respeito do disco, dizendo que quase tudo foi feito por ele, mas na verdade eu considero que a parte das “teclas” deste disco é de uma simplicidade matadora.
Tirando a segunda música do disco On the Run em que a parte dos sintetizadores foi feita por Roger Waters, o resto das teclas do disco foi feita por Richard Wright.

Wright pilotando seus vários teclados com o Pink Floyd ao vivo nas ruinas de Pompéia

Muita gente pensa que o outro instrumento que fica dialogando com a guitarra de David Gilmour em Money é uma guitarra com wah-wah, pois não é. É um piano elétrico Wurlitzer ligado (aí sim) em um pedal de wah-wah. Any Colour you Like é outra música que mostra Wright “pilotando” o sintetizador EMS VCS3 Synthi A.
O que dizer também do clássico “Wish you are here” e sua música homônima? E o “Animals”?
Pena que no “The Wall” o chato de plantão Roger Waters, demitiu Richard Wright durante as gravações. Wright participou da turnê do disco como músico contratado, para a sorte dele pois a banda perdeu um bocado de dinheiro nesta época.

Nas ruínas de Pompéia

Passou a década de 80 meio sumido, fez uma coisa aqui e acolá, e reapareceu no disco “A Momentary Lapse of Reason” do Pink Floyd em 1986. Participou da tour que rendeu o ao vivo “Delicate Sound of Thunder”. Em seguida veio o “Division Bell” (1994) que rendeu outro disco ao vivo “PULSE”.
Só de assistir os dois últimos referidos shows dá vontade de chorar. Ver o cara ali emanando aquela sonoridade daqueles teclados......é digno de reunir a família inteira para assistir


Na tour do "Division Bell"


Depois disso, lançou mais um disco solo (“Broken China” em 1996) e ficou meio sumido.
Lembro-me de ter visto ele novamente na apresentação do Live 8 em que Floyd voltou com sua formação clássica (Gilmour,Waters,Wright,Mason). Em 2006 veio a participar de alguns shows da carreira solo de David Gilmour.
Pelo que circula nos meios de comunicação, Richard Wright morreu de um tipo de câncer que o levou rapidamente.
Com certeza ele agora foi fazer sua Great Gig in the Sky!





quarta-feira, 10 de setembro de 2008

NOSTALGIA

Do século passado pra cá:

SUPERGRASS - MOVING (1999)




COLD PLAY - DON'T PANIC (2000)




THE STROKES - SOMA (2001)




BECK - LOST CAUSE (2002)




THE WHITE STRIPES - SEVEN NATION ARMY (2003)




KEANE - SOMEWHERE ONLY WE KNOW (2004)




BLOC PARTY - BANQUET (2005)




MIDLAKE - ROSCOE (2006)




GOMEZ - SEE THE WORLD (2006)




THE FIERY FURNACES - EX-GURU (2007)

sábado, 23 de agosto de 2008

EXCELENTE - ANIMAÇÃO

A animação que mostro no vídeo abaixo, é resultado de um Projeto de Graduação de uma faculdade de gravura aqui de Curitiba. Rafael MOX Wensersky é o nome do realizador. Aqui você acessa a página dele no Youtube.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

OLHE QUEM VOLTOU!

THE VERVE - LOVE IS NOISE


quarta-feira, 13 de agosto de 2008

ÓTIMO

FEIST + SESAME STREET

domingo, 20 de julho de 2008

Baby Snakes - O Filme






Se você não conhece nada do trabalho do grande Frank Zappa, este filme é uma ótima pedida para conhecer a música e a pessoa do mestre Frank.


Baby Snakes foi lançado originalmente em 1979, com alguns problemas em sua distribuição. A United Artists que tinha lançado anteriormente o 200 Motels do Zappa, não quis aceitar o Baby Snakes, pois achava que o tipo de filme feito por Zappa estava ultrapassado e não teria mercado. Sendo assim Zappa, lançou-o pela sua própria companhia, a Intercontinental Absurdities. Logo que saiu Baby Snakes rodou durante um dia inteiro no Victoria Theater em Nova Yorque e foi um sucesso.


Mesmo assim até meados dos anos 90, o filme poderia apenas ser adquirido através de pedidos à empresa que comandava (e comanda) os negócios de Zappa, a Zappa Family Trust. Mas o que Baby Snakes tem de bom? É aí que eu queria chegar. O filme contém cenas do lendário show de Halloween de 1977, além de várias cenas de bastidores e as animações com massinha de Bruce Brickford. O show em si é uma comédia pura, contando com a participação especial do lendário Roy Estrada, (baixista fundador do “Mothers of Invention” banda que acompanhou Zappa no início de sua carreira) sendo este o responsável pelas partes mais engraçadas do show. Nota-se que a função dele no palco é apenas fazer vozes esquisitas e encenar bizarrices comandadas por Zappa.





Além do mestre na guitarra, ainda temos uma timaço de músicos: Adrian Belew (que ficaria famoso anos mais tarde participando do Talking Heads e do King Crimson) na guitarra, Terry Bozzio (que acompanhou Zappa por muito tempo) na bateria, Patrick O’Hearn no baixo, Tommy Mars ( que acompanhou Zappa também por muito tempo) nos teclados, Peter Wolf nos teclados, Edd Mann (que seguiu Zappa por muito tempo) na percussão e o citado Roy Estrada.


Contamos ainda com a participação do público, que volta e meia é convidado por Zappa a subir no palco e participar de uma música. É um show bem diferente, uma verdadeira festa. Nos bastidores temos as bizarrices de Roy Estrada com uma boneca inflável, e depoimentos de integrantes da banda. Temos ainda o malucão Bruce Brickford, mostrando o seu Set de filmagens e sua manipulação com as massinhas de modelar, ajudado por Zappa.


Baby Snakes foi lançado em DVD pela Eagle Eye Vision em 2003. É um pouco difícil de achar, mas vale assistir. Outro fato é que o DVD não possui legendas. O filme mostra pouco, da carreira gigantesca de Frank Zappa que era uma figura diferente dos outros artistas famosos de sua época. Para ilustrar isso, o fim do filme mostra a humildade do artista.


Ao sair do local do show, ele pára o carro em um sinaleiro e cumprimenta alguns fãs que vão passando. A princípio os caras não acreditam que é ele. Este deseja boa noite aos garotos. É o fantástico Zappa.


sábado, 19 de julho de 2008

MÚSICA 2008 - BECK


Acaba de sair o novo disco de Beck "Modern Guilt", você pode conferir uma das músicas dele no clipe a lá Man Ray aí embaixo:

BECK - GAMMA RAY

sexta-feira, 27 de junho de 2008

NOVIDADES

Acho que deu pra perceber, que eu ando sem tempo pra postar coisas aqui no blog né, e os meus dois colaboradores quase nunca se manifestam. O Cãibra, coitado, tá devagar. Então convidei mais uma pessoa pra escrever aqui. Inclusive já apresentei ela para vocês, é só dar uma olhada no post "Joss Stone em Curitiba". Seja bem-vinda Lêda.

E para quem gosta de música e quer saber o que está rolando, vai aí:


THE LAST SHADOW PUPPETS - STANDING NEXT TO ME




THE LODGER - THE GOOD OLD DAYS




TRICKY - COUNCIL STATE




CUT COPY - GOING NOWHERE CLIP




JOAN AS POLICE WOMAN - TO BE LOVED

quarta-feira, 25 de junho de 2008

JOSS STONE EM CURITIBA

por
Lêda Salles Rosa

A espera foi longa, mas enfim pudemos ver de perto Joss Stone, ícone da nova geração do soul. Quando soube da possibilidade do show acontecer aqui em Curitiba, confesso, fiquei eufórica. Não é todo dia que isso acontece, como sabemos, o eixo Rio – São Paulo (às vezes Porto Alegre, Belo Horizonte) domina o cenário para shows internacionais, então quando ocorre em Curitiba, é a sensação, poder fazer parte, saber que também somos capazes de apresentar grandes espetáculos internacionais.

Foto: Lêda Salles Rosa

Confirmado o show no Teatro Positivo para o dia 18 de junho de 2008, veio à dúvida cruel: quanto terei que desembolsar para poder vê-la? Lógico, já imaginava que barato não seria, mas também não precisava ser um roubo. OK, compreendo que não deve ser fácil trazer esses artistas para se apresentarem por aqui, porém tais produtores deveriam saber a situação de quem vive neste País.

Não é somente a classe ‘A’ que gosta de boa música, muita gente gosta, e poder ver artistas consagrados, são oportunidades raras. Quem sabe, se o valor do ingresso fosse um pouco mais acessível, não digo que o Curitibano não tenha cacife para pagar, não é isso, mas se fosse um pouco mais na realidade brasileira, talvez o Grande Auditório do Teatro Positivo (belíssimo por sinal) lotasse! Sim, lotasse, porque apesar de estar apresentando Joss Stone, ficaram grandes buracos na platéia!!


Quem foi viu um grande show, ouviu e admirou Joss Stone!! Foi realmente sensacional, espetacular, não imaginava que seria tanto, mas olha, ela canta! E como canta! É uma honra ter o privilégio de poder escutá-la. Pode-se perceber que sua voz é um presente a nós. Acho que todos deveriam ter a chance de conhecer a música de Joss Stone, pois são poucos que fazem música de qualidade!

Foto: Lêda Salles Rosa


Mas uma coisa ficou a desejar, a produção do evento deveria ter um pouco mais de consideração com os artistas, principalmente com os brasileiros. Quando cheguei ao Teatro, fui recepcionada pelo pessoal da produção e recebi um pequeno papel dizendo que quem faria o show de abertura seria o Jair de Oliveira. Uma surpresa!


Surpresa para todos! Ninguém estava sabendo desse show, que começaria às 20:30h e o que aconteceu?? Havia meia dúzia de gatos pingado na platéia!! Ficou feio, muito feio para nós Curitibanos. Um erro gravíssimo da produção, em não ter divulgado com antecedência que haveria um show de abertura. E mesmo sabendo que não tinha praticamente ninguém na platéia, Jairzinho entrou no palco para seu show. E digo mais uma vez, ficou feio, durante o show o pessoal que não sabia foi chegando aos poucos e entrava no meio da apresentação. Se eu fosse da produção, teria atrasado a entrada do artista, ao menos até ter um pouco mais de gente, e nem quando anunciaram o tão esperado show da Joss, o teatro estava completado, percebia-se grandes espaços vazios.

Independentemente disso, o show foi excelente! Valeu cada centavo pago, e pagaria de novo!

quinta-feira, 12 de junho de 2008

EXCELENTE

Divertidíssima animação, realizada por Antonio Linhares.

POWERHOUSE

quarta-feira, 11 de junho de 2008

VÍDEO NOVO

Fiz um vídeo novo, com a colaboração do meu amigo Jacson Trierveiler.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

MÚSICA 2008 - HOT CHIP

A banda inglesa de música eletrônica, esteve em Curitiba ano passado no Tim festival. Perdi o show, pois cheguei atrasada, estava louca para ouvir o hit dela "over and over", foi triste.

Esse ano o grupo já emplacou a música "ready for the floor" (já postei no blog) e agora lança um novo clipe.

HOT CHIP - ONE PURE THOUGHT

quarta-feira, 28 de maio de 2008

MÚSICA 2008 - BODI BILL

Quem gosta de música eletrônica tem que conhecer esse trio alemão.

BODI BILL - I LIKE HOLDEN CAULFIELD

segunda-feira, 26 de maio de 2008

MÚSICA 2008 - THE KILLS

The kills com tudo, olha aê o terceiro clipe da banda em 2008.

THE KILLS - LAST DAY OF MAGIC

quinta-feira, 22 de maio de 2008

NEISTAT BROTHERS

Desde 2000 os irmãos Casey e Van Neistat, produzem pequenos vídeos caseiros. Há uma série deles que contém o registro de experiências curiosas.

CANDLE MOVIE



Para conhecer mais do trabalho dos caras, que nem sempre é politicamente correto, vá até o site deles clicando aqui.


domingo, 18 de maio de 2008

FESTIVAL QIÇUCO + BAD FOLKS


Está acontecendo nas terças deste mês no Wonka, a Mostra de Filmes Ultra independentes Qiçuco. Após a exibição dos vídeos uma banda se apresenta, na semana passada foi a vez da Bad Folks, eu estive lá e registrei tudo.

BAD FOLKS - IRISH DREAM N º13




BAD FOLKS - MY PILLOW CASE




Mais nove curtas serão apresentados em duas terças (20 e 27), e as bandas que se apresentarão são Hillbilly Rawhide e Folktrio.


sexta-feira, 9 de maio de 2008

MÚSICA 2008

Procurando coisas novas pra postar aqui, achei o seguinte:

RADIOHEAD - ALL I NEED




GNARLS BARKLEY - GOING ON




quinta-feira, 8 de maio de 2008

MÚSICA 2008 - ARCHITECTURE IN HELSINKI

A numerosa banda faz um som experimental, usando instrumentos como: tuba, clarinete, sintetizadores e até uma furadeira. É australiana como as bandas The Presets e Cut Copy, e está lançando esse ano o terceiro álbum. Veja a divertida animação do novo single da Architecture in Helsinki.

LIKE IT OR NOT



terça-feira, 6 de maio de 2008

NOVO CLIPE DA BANDA INTERPOL

Acaba de sair o mais novo clipe da banda americana de rock.

INTERPOL - REST MY CHEMISTRY

segunda-feira, 5 de maio de 2008

MÚSICA 2008 - THE TING TINGS


Conheci esta banda depois de assistir o comercial da Apple iPod. Composta pela dupla inglesa Katie White (guitarra e voz) e Jules De Martino (bateria e voz), "The Ting Tings" lança no próximo dia 19 o primeiro disco "We Started Nothing". Até lá, dá pra escutar e conhecer o trabalho do duo no myspace e no Youtube.


THE TING TINGS - THAT'S NOT MY NAME



THE TING TINGS - GREAT DJ

domingo, 4 de maio de 2008

MÚSICA 2008 - JUSTICE

Acaba de sair o novo clipe da dupla francesa de música eletrônica "Justice". O videoclipe está mais para um violento curta metragem.

JUSTICE - STRESS

sexta-feira, 2 de maio de 2008

ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

BLOCO 1




BLOCO 2




BLOCO 3

domingo, 27 de abril de 2008

MÚSICA 2008 - dEUS

Banda de rock da Bélgica, existe desde 1991 e acaba de lançar o sexto álbum "Vantage Point".

dEUS - THE ARCHITECT



dEUS - SLOW

sábado, 26 de abril de 2008

MÚSICA - THE ACORN

Banda canadense de folk rock que existe desde 2003. Lançou três álbuns, o primeiro em 2004 "The PinK Ghosts", o segundo em 2006 "Tin First", e o terceiro e último "Glory Hope Mountain" saiu o ano passado.

THE ACORN - FLOOD PT.1 (GLORY HOPE MOUNTAIN)




sexta-feira, 25 de abril de 2008

MÚSICA 2008 - CUT COPY

Trio australiano que mistura rock e música eletrônica inspirado nos anos 80, e está disponibilizando o novo e terceiro disco "In Ghost Colours" inteiro no myspace.

CUT COPY - LIGHTS & MUSIC




quarta-feira, 23 de abril de 2008

TV NOIR - MINHA ENTREVISTA


Convido você usuário do blog à assistir dia 27 de abril, ou seja, o próximo domingo 22:30, o programa TV Noir que acontece no Fiz Tv (canal 20 da TVA).

O apresentador Sr. Noir me fez uma visita, conversamos sobre o meu trabalho e criamos um vídeo inédito juntos. Tudo isso foi reunido e estará no programa de domingo. Veja a propaganda:


sábado, 19 de abril de 2008

MÚSICA 2008 - MOBY

O cantor, produtor e DJ nova-iorquino lança “Last Night” seu novo cd, com influências dos anos 70,80 e 90. Este já pode ser considerado um dos melhores trabalhos de Moby. Já saíram dois clipes com músicas deste disco, os ótimos singles "Alice" e "Disco Lies", confira.

MOBY - ALICE




MOBY - DISCO LIES




sexta-feira, 18 de abril de 2008

CINEMA - ESTÔMAGO

ESTÔMAGO é a história da ascensão e queda de Raimundo Nonato, um cozinheiro com dotes muito especiais. Trata de dois temas universais: a comida e o poder. Mais especificamente, a comida como meio de adquirir poder. E pode ser definido como “uma fábula nada infantil sobre poder, sexo e culinária”.

Em sua estréia mundial no Festival do Rio 2007, ESTÔMAGO consagrou-se como grande vencedor, tendo recebido quatro prêmios: Melhor Filme pelo Público, Melhor Diretor, Melhor Ator e Prêmio Especial do Júri. Em sua estréia européia, no Festival Internacional de Rotterdam, na Holanda, recebeu o prêmio Lions Award e foi o segundo colocado, entre 200 longas, na preferência do público.

As filmagens aconteceram durante 5 semanas em Curitiba e São Paulo, em fins de 2006, e toda a finalização foi feita na Itália, em Milão e Roma, em meados de 2007. O filme marca a estréia de Marcos Jorge na direção de longas-metragens. No elenco desponta o ator baiano João Miguel, como protagonista, acompanhado pela curitibana Fabiula Nascimento (em sua estréia no cinema), pelos cariocas Babu Santana e Alexander Sil, pelo italiano Carlo Briani e pelo paulista Paulo Miklos (Titãs).

VEJA O TRAILER DO FILME:





Texto e fotos retirados do site do filme: www.estomagoofilme.com.br

sábado, 12 de abril de 2008

MÚSICA 2008 - THESE NEW PURITANS

Gostei do som desta banda logo que escutei, isso aconteceu no meio do ano passado. Fiquei sabendo de sua existência depois que um amigo me mostrou a música "Elvis", que era a única que conhecia até lançarem, em janeiro deste ano, "Beat Pyramid" o primeiro cd da banda. Desde então venho escutando e gostando cada vez mais do trabalho desses ingleses.

Há três dias saiu o novo clipe da banda, conheça o som de Jack Barnett, George Barnett, Tomas Hein e Sophie Sleigh Johnson.

THESE NEW PURITANS - SWORDS OF TRUTH




sexta-feira, 11 de abril de 2008

MÚSICA 2008 - CAJUN DANCE PARTY

Postei o ano passado a ótima "The Next Untouchable", música desta banda inglesa de rock. No próximo dia 21 sai o primeiro cd dela "Colourful Life". No disco estará a música já citada anteriormente e as que apresento agora.

CAJUN DANCE PARTY - THE RACE




CAJUN DANCE PARTY - AMYLASE





quinta-feira, 10 de abril de 2008

MÚSICA 2008 - ADELE

Outra cantora inglesa se destacando. Lançou o cd "19" em janeiro. Segue uma das músicas do disco.

ADELE - COLD SHOULDER

quinta-feira, 3 de abril de 2008

MÚSICA 2008 - THE PRESETS

Clipe da dupla australiana de música eletrônica.

THE PRESETS - MY PEOPLE

MÚSICA 2008 - ROCK

Disco novo da segunda banda de Jack White, o líder do White Stripes.

THE RACONTEURS - SALUTE YOUR SOLUTION





Segundo clipe esse ano.

SUPERGRASS - BAD BLOOD

quarta-feira, 2 de abril de 2008

MÚSICA CURITIBA - BAD FOLKS

Bad Folks lança IMPOSSIBLE, um disco impossível de ser ignorado.


BAD FOLKS é uma banda formada em Curitiba, em 2002. Seu som tem as melhores pegadas do rock independente do final dos anos 70 para cá, com um pé no folk e boas pitadas de originalidade. Com integrantes que vieram de bandas importantes da cena independente curitibana como Wandula, Magog e Woyzeck, o grupo vem criando a reputação de ser um dos melhores shows de rock do Brasil. Depois de lançar um single, um EP, um clipe rodado em Nova Iorque e de ter tocado na Europa e em algumas cidades brasileiras, os Bad Folks voltam com um disco que já está sendo considerado uma das grandes surpresas de 2008: IMPOSSIBLE. Lançado em Março de 2008 pelo selo Discos Voadores através de um projeto da Fundação Cultural de Curitiba, ele vem com ótimas canções, e poderá ser baixado gratuitamente na página da banda no Myspace.

IMPOSSIBLE mistura a urgência dos Replacements, a poética de Johnny Cash e a originalidade de seus dois compositores, Caio Marques e Cassiano Fagundes. O primeiro teve recentemente uma música de seu trabalho solo incluída num CD que foi encartado no jornal inglês The Guardian e chama bastante atenção pela sua mistura de folk, hip hop e MPB. O segundo é também Cassim, o mais novo nome no cast da Midsummer Madness Records, que promove seu elo perdido entre o Krautrock, o Soul e o Noise Pop com alma brasileira e letras em Inglês. O disco é o resultado de uma competição sadia e implícita entre os dois, que o faz um dos trabalhos mais concisos e contundentes da cena independente dos últimos tempos.

Eles fazem tudo do jeito que querem e cantam em Inglês simplesmente porque gostam. Cassiano parece estar mais interessado em catarses sônicas, experimentadas nas ótimas e empolgantes “My Pillow Case” e “Cerebellum & CO.”, essa com guitarras e vocais trabalhados e uma letra que homenageia os surrealistas de Barcelona, lugar que faz parte do imaginário da banda. O nome Impossible inclusive nasceu quando Branco, Cassiano e Caio se depararam com os dizeres sonoros em catalão de uma propaganda de supermercado na cidade: Mès Barats, Impossible.

Caio dá o contraponto melódico com a emocional “Secret Girl” e a bela “If You Wanna Say Something", provando ser um dos grandes compositores do rock brasileiro. Seu companheiro mostra que também sabe fazer isso em “Coyote Girl Revisited”, canção que aponta a direção para a qual o bom folk rock do século 21 está seguindo. Caio traz a jazzy “Not In This City”, que revela seu talento para fazer o som mais limpo parecer pesado e enérgico. O espírito hillbilly e caipira de “Potion” confirma Cassiano como compositor de hits rápidos e certeiros, que também é o caso de “Why Do You Cry Every Morning?”. O disco fecha em grande estilo com “Legends & History” – a síntese dessa dupla, complementada pelos ótimos músicos Denis Nunes e JC Branco: a melodia de Caio, embebida na tradição das baladas folk, se encontra com as pinceladas de barulho das guitarras de um Cassiano tomado pelo melhor espírito da Juventude Sônica.

O disco de estréia do Bad Folks é a introdução a uma banda que consegue empolgar pela consistência, mas também por um espírito novo que não consegue ser contido por categorias, nesses tempos marcados pelo hype. Escutar sem ser tocado por sua contemporaneidade e relevância nesse final de década, é, literalmente, Impossível.

Baixe Impossible em www.myspace.com/badfolks

terça-feira, 1 de abril de 2008

LEITURA E CINEMA - INTO THE WILD

Into the Wild é o nome original do livro escrito pelo jornalista Jon Krakauer em 1996 que conta a história verídica de Christopher MacCandeless, um viajante americano que morreu perto do Parque Nacional Denali no Alasca depois de viver sozinho na selva alasquiana com pouca comida e equipamento. Em 2007, o livro foi adaptado para o cinema e dirigido por Sean Penn. A trilha sonora é de Michael Brook, Kaki King e Eddie Vedder (Pearl Jam).

McCandless cresceu na Virginia em uma família da classe média alta. Especializou-se em história e antropologia. Os trabalhos de Jack London, Leo Tolstoy e de Thoreau tiveram uma grande influência sobre McCandless, e ele sonhava em deixar a sociedade para um período thoreauniano de contemplação solitária.

Depois de se graduar, ele doou todas as suas economias $24.000 e começou a viajar pelo país usando o nome "Alexander Supertramp." McCandless passou muito tempo vivendo sem dinheiro e com pouco ou nenhum contato humano. Tinha orgulho de sobreviver com o mínimo e, geralmente, fazia pouca preparação para as suas expedições.

McCandless sonhou com uma "Odisséia Alasquiana" durante anos: ele viveria livremente na região, muito distante da civilização, e manteria um diário descrevendo seu progresso físico e espiritual conforme encarasse as forças da natureza. Em abril de 1992 viajou de carona até a trilha Stampede, no Alasca. Caminhando nela, McCandless encontrou um ônibus abandonado perto do Parque Nacional Denali e o usou como abrigo, na sua tentativa de viver livremente na região.

O seu corpo foi achado por caçadores no seu saco de dormir dentro do ônibus. Ele estava morto há mais de duas semanas. A causa oficial da morte foi fome.
O livro de Krakauer fez de McCandless uma figura heróica para muitos. Em 2002, ônibus abandonado em Stampede Trail onde McCandless acampou se tornou um ponto turístico de aventura.

O filme e o livro contam uma história apaixonante de um jovem que transforma sua existência na busca pela liberdade na natureza selvagem. Infelizmente, seu romantismo fez com que não percebesse que a natureza é implacável. O que fica é o exemplo de coragem de uma pessoa que decidiu viver sua vida de uma forma plena, mesmo que isso custasse sua vida. No livro, Krakauer compara a experiência de McCandless com a de outros aventureiros que fugiram da civilização para viverem sozinhos no meio da natureza, incluindo uma sua, que quase terminou em tragédia.

A história é linda e imperdível, mas também causa uma sensação de desconforto, pois nos faz refletir sobre nosso estilo de vida, tão apegado ao materialismo e desagregado das coisas que realmente importam. É uma cutucada bem vinda em nossa consciência.

segunda-feira, 31 de março de 2008

MÚSICA 2008 - CLOUD CULT

EVERYBODY HERE IS A CLOUD (AO VIVO)

domingo, 30 de março de 2008

MÚSICA 2008 - THE B52'S

E olhe quem voltou! Após 16 anos, a banda The B52’s lança o seu mais novo cd, Funplex, com faixas que chegam para dominar as pistas.

FUNPLEX

sábado, 29 de março de 2008

PLEASE QUILMES

Da nota de 20 Pesos à cerveja nacional, a Argentina é rock.

O argentino leva o rock e seus congêneres a sério. Às vezes, leva a sério demais. O jornalista Jerônimo Burgés acha que Elvis Presley está vivo em Buenos Aires. Ele conta em um livro que o rei, depois de dedar gente graúda para os tiras, teria forjado sua morte com a ajuda do FBI e da CIA para se proteger e, no dia de seu suposto enterro, aterrissou num aeroporto argentino fechado, num avião da Pan Am, em 1977. Segundo o repórter, o guarda que cuidava da pista nunca tinha visto uma aeronave daquele porte em seu país. O autor tenta provar que Presley mora sossegado num subúrbio da capital portenha até hoje. Nem é tão difícil encontrar Elvis na Argentina. A nota de 20 Pesos leva a efígie de Juan Manuel de Rosas, governador da província de Buenos Aires que nasceu em 1793 e é a cara do rei do rock na fase Las Vegas, com costeletas, paletó com golas altas e tudo.

Mil lugares para dançar Rock

É possível que Buenos Aires seja a cidade com o maior número e fãs dos Rolling Stones por metro quadrado. Juan Gutierrez, vocalista dos Ratones Paranóicos, banda ultra-popular formada nos anos 80, vivia dizendo que a banda inglesa é como um remédio para ele, e a julgar pelo número de grupos portenhos que emulam as guitarras de Keith Richards e Ron Wood, a auto-medicação Stoniana rola solta no país. Igualmente populares são as bandas clássicas do punk rock e da New Wave, como Ramones, The Clash, Talking Heads e The Police, que estão nas camisetas de pessoas de todas as idades nas ruas da capital. Mas o rock de Buenos não vive só do passado.Nas boas famílias, ele passa de pai para filho, e estes vão ver bandas como os Satan Dealers (http://www.myspace.com/satandealers), heróis locais do rock “de pegada” e influenciado pelo MC5, Stooges e outros proto-punks. Os Dealers podem ser vistos em bares como o Salón, no bairro de Palermo, que é também onde fica o Niceto Club.

É nesse clube que acontecem duas das festas mais importantes da música local. Uma delas é a Zizek, que rola todas as quintas. Nela, Djs, músicos e produtores misturam a cumbia, ritmo originário da Colômbia que se tornou a música mais popular da Argentina, com o hip hop e a eletrônica. A pista fica sempre lotada até de manhã. No dia seguinte é a vez da Compass, a grande noite do rock e da eletrônica portenha independente.Bandas como Nikita Nipone http://www.myspace.com/nikitamosniponemos) se alternam com Djs profissionais e convidados, os No-Djs, que podem ser jornalistas, músicos conhecidos ou alguém do público que queira fazer todos dançar ao som do indie mundial. Também no clube, a festa Phonorama faz sucesso entre os que gostam de tocar air guitar ao som de ACDC, Mano Negra, CSS, Los Fabulosos Cadillacs, Kings Of Leon, Vampire Weekend e outros. São muitas as boliches, que é como os argentinos chamam as danceterias, onde o rock é o ritmo preferencial.

Depois do curto circuito .

Isso nem sempre foi assim. Os duros anos de repressão da ditadura atrapalharam bastante o rock argentino. Músicos foram perseguidos, letras, censuradas, e até por um tempo, durante a guerra das Malvinas, toda música cantada em Inglês foi proibida nas rádios, shows e festas. Talvez por isso, mesmo com o fim do conflito e a queda do governo militar, na Argentina quase todo o rock produzido é cantado em Espanhol, embora haja exceções bem-sucedidas.

As crises econômicas também ajudaram a manter os artistas estrangeiros longe dos palcos argentinos, o que acabou sendo positivo para músicos como Charly Garcia e Fito Paez, que ocuparam o espaço vago. Mas um outro grande revés atrasou bastante a evolução da cena roqueira local: o incêndio da danceteria Cromañón.

No dia 30 de Dezembro de 2004, durante a apresentação da banda Callejeros, um incêndio tomou a boliche. A ausência de infra-estrutura e saídas de emergência de fácil acesso contribuiu para a morte de 194 pessoas. Depois dessa, grande parte de bares e clubes destinados a shows foram fechados, e quem mais sofreu foram os artistas independentes que não tinham como se apresentarem em locais maiores.

Aos poucos, a cidade foi se refazendo do trauma. O dia da música é prova disso: em 22 de Novembro, artistas de todos os tipos e ritmos tomam as ruas e parques de Buenos Aires para mostrar sua arte. Hoje, a capital argentina está definitivamente no circuito mundial dos shows de rock. Além dos medalhões Bob Dylan, Rolling Stones, Rod Stewart e The Police, toda banda

moderna que se preze inclui a cidade em seu roteiro de viagem. Interpol, Franz Ferdinand, System of a Down, Morrissey, Jarvis Cocker e uma infinidade de grupos independentes europeus, americanos e até alguns brasileiros se aventuram pela terra de Maradona. E festivais como o Quilmes Rock, a cerveja mais rock a Argentina, vieram para ficar.

Internacionalização

E completando o caldo, cada vez mais artistas argentinos começam a se projetar internacionalmente. A coletiva Zizek entrou na lista de favoritos de revistas americanas especializadas, festivais e Djs/produtores como Diplo; bandas como Los Alamos levam


seu country rock psicodélico para o Brasil, Estados Unidos e Espanha; o eletrotango do Bajofondo Tango Club e do meio-argentino Gotan Project já conquistaram o mundo há tempos; e os selos independentes portenhos e blogs especializados como o Zona Indie - http://www.zonaindie.com.ar/- promovem uma troca de informações com todos os cantos da América Latina. Buenos Aires é hoje um dos lugares mais vibrantes para quem gosta de rock. Ele está em todos os cantos. Basta vontade para conferir. E uma garrafa de Quilmes gelada na mão.

sexta-feira, 28 de março de 2008

CONVERSAS DE ELEVADOR por Felipe Reis

No Youtube ou no FIZ TV, a série "Conversas de Elevador" está fazendo o maior sucesso. Criada por Felipe Reis, ela possui episódios curtinhos e engraçados. Fique com o meu preferido (até agora).

EPISÓDIO Nº35 - A FILHA DO BARÃO

MÚSICA 2008 - CLINIC

THE WITCH

quarta-feira, 26 de março de 2008

MÚSICA 2008 - PORTISHEAD

MACHINE GUN

VÍDEO EXPERIMENTAL

Postei aqui o meu trabalho mais recente.

MAGNETISMO

terça-feira, 25 de março de 2008

MÚSICA 2008 - HOT CHIP

READY FOR THE FLOOR

segunda-feira, 24 de março de 2008

domingo, 23 de março de 2008

MÚSICA 2008 - THE FEELING

I THOUGHT IT WAS OVER

sexta-feira, 21 de março de 2008

MÚSICA 2008 - THE LAST SHADOW PUPPETS

A nova banda é um projeto paralelo do líder do Arctic Monkeys "Alex Turner", com "Miles Kane" ex-The Little Flames e agora membro do Rascals. No dia 21 de abril lançarão o primeiro álbum The Age Of The Understatement. Fique com o vídeo da música que tem o mesmo nome do disco:

THE AGE OF THE UNDERSTATEMENT

quinta-feira, 20 de março de 2008

MÚSICA 2008 - THE KILLS

U R A FEVER

quarta-feira, 19 de março de 2008

DOSE DUPLA - THE KILLERS

SHADOWPLAY



DON'T SHOOT ME SANTA

terça-feira, 18 de março de 2008

MÚSICA 2008 - R.E.M

SUPERNATURAL SUPERSERIOUS

domingo, 16 de março de 2008

MÚSICA 2008 - THE BREEDERS

BANG ON

sábado, 15 de março de 2008

DIVERTIDÍSSIMO

MUPPETS - MAHNA MAHNA

sexta-feira, 14 de março de 2008

FIERY FURNACES

Formada por dois irmãos americanos, Eleanor e Matthew Friedberger, a banda já está no seu quinto disco. O útimo saiu em 2007 e conta a história da avó da dupla, que inclusive está na capa do cd.

WIDOW CITY


Deixo para vocês o vídeo da minha música preferida (desse disco).

FIERY FURNACES - DUPLEXES OF THE DEAD

quarta-feira, 12 de março de 2008

MÚSICA 2008 - MATT COSTA

MR. PITIFUL

terça-feira, 11 de março de 2008

TEM COMO ABRIR A JANELA?

Novo curta do Will Pantaleão (meu irmão). Eu tive uma pequena participação na produção.

segunda-feira, 10 de março de 2008

ROLLING STONES NO CINEMA

Martin Scorsese fez um documentário sobre o grupo inglês Rolling Stones chamado Shine Light. Ele será lançado dia 8 de Abril. Veja o trailler do filme.

domingo, 9 de março de 2008

GNARLS BARKLEY

Clipe da música "Run", do novo disco do Gnarls Barkley que sai em abril.

sábado, 8 de março de 2008

MÚSICA CURITIBA - MAREMOTOS

A “Maremotos” é uma de minhas bandas preferidas aqui da cidade, faz um som instrumental altamente dançante. É formada por um quarteto que denomina sua música como surf classic instrumental. Mutant Cox (guitarra), Mark (guitarra), Mr. X (baixo) e Coelio (bateria), são músicos veteranos e tocam em várias bandas paralelamente.

A “Maremotos” surgiu em 2001, mas só em 2004 lançou seu primeiro álbum (oficial) intitulado “Baile”, com músicas próprias. Antes já havia gravado a demo "Ao Vivo no Lino's Bar".

Maremotos - Baile


Em 2005, o quarteto gravou o segundo álbum, aproveitando o projeto "A grande garagem que grava".


Maremotos - Ao Vivo Na Grande Garagem que Grava


Deixo aqui uma amostra do som dos caras.

quinta-feira, 6 de março de 2008

MÚSICA 2008 - THE DODOS

Descobri esta dupla hoje. Meric Long (guitarra) e Logan Krober (bateria), são de São Francisco (EUA) e fazem um som que eu adorei. Conheça os garotos e escute a música "Fools" do álbum "Visiter" no vídeo abaixo.


quarta-feira, 5 de março de 2008

DESENHO

Legal né! É do Marcelo Lopes, um amigo meu. Veja melhor o trabalho dele aqui.

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

MÚSICA CURITIBA - MISTINGUETT

Jô Mistinguett nasceu em Paranaguá, mas cresceu em Jaraguá do Sul e Joinville. Veio para Curitiba para cursar Design e acabou virando DJ depois de fazer um curso na Aimec (Academia Internacional de Música Eletrônica). Ela já tinha alguma noção sobre música, pois além de uma guitarra intocada na parede de sua sala, tocou orgão em churrascaria (tinha 10 anos de idade).

Hoje com apenas 23 anos, ela compõe, canta, faz performance e está se destacando dentro da cena eletrônica underground. No final do ano passado, recebeu o prêmio London Burning de melhor Disco de Eletrônica.

Mistinguett - Will You Stay Here?


A Jô não pára, em Curitiba já tocou em vários bares e clubes (V.U., Retrô, Nico, James, Wonka, Korova, Roxy, Soho) e participou de grandes festas (All Starz, Porn). Foi para Santa Catarina, e entre outras coisas, discotecou na Devassa (Florianópolis), a maior festa de electro do estado. Sua última empreitada foi a gravação de um clipe que você irá conhecer agora.



Guarde esse nome "Jô Mistinguett", você ainda vai ouvir falar muito dele.


quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

MÚSICA 2008 - SUPERGRASS

A banda formada em 1993, está lançando no final de março, o seu sexto álbum "Diamond Hoo Ha Man". Veja o vídeo da música que deu nome ao disco.

domingo, 24 de fevereiro de 2008

JARVIS COCKER & BETH DITTO

TEMPTATION (AO VIVO)

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

MÚSICA 2008 - MGMT

TIME TO PRETEND (VÍDEO NÃO ORIGINAL)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

BANDA CURITIBA - FOLKTRIO

Fui ao James Bar no último domingo, dia 10/02, assistir ao show da banda Folktrio, inclusive aproveitei a oportunidade e a filmei. Mark Clever (violino), André Scheinkmann (violão) e Juliano Souza (cajón) se reuniram e iniciaram a banda em setembro de 2005. Após um ano de atividades Guto Gevaerd (baixo) se juntou a eles. Em dezembro de 2007 lançaram o primeiro cd "Sobre o Tempo que se Foi".



A banda não para de produzir, e entra em 2008 cheia de novas composições. Conheça uma das novas músicas da Folktrio "A saga do bagre no Rio Belém", no registro que fiz durante o show no James Bar.


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

MÚSICA 2008 - DUFFY

Amy Winehouse, Feist, Kate Nash, Regina Spektor, KT Tunstall, são tantas as cantoras de destaque hoje em dia, elas não param de aparecer. E lendo a Rolling Stone deste mês descobri mais uma, seu nome é Duffy. A cantora inglesa já chega estourando antes mesmo de sair o seu primeiro álbum, conforme informa seu site oficial o cd sai dia 03/03/2008.


Duffy - Rockferry



Até lá podemos nos deliciar com o ótimo single Mercy. Conheça a cantora e sua música no vídeo abaixo.


domingo, 10 de fevereiro de 2008

MÚSICA 2008 - SONS & DAUGHTERS

GILT COMPLEX

sábado, 9 de fevereiro de 2008

MÚSICA 2008 - THE WHIGS

RIGHT HAND ON MY HEART

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

GNARLS BARKLEY - THE ODD COUPLE

A dupla Cee-lo e Danger Mouse, mais conhecida como Gnarls Barkley, lança em abril o segundo álbum. Intitulado The Odd Couple o disco está sendo finalizado em Los Angeles (EUA).

O primeiro single chamado Run já está rolando na internet e pode ser encontrado no Youtube.